Um estudo de Harvard que monitora a vida de mais de 700 homens americanos e seus descendentes desde 1938 tem despertado a curiosidade de pessoas do mundo todo. Com cuidado e critérios, essa pesquisa, conhecida como o estudo mais longo sobre a felicidade, mostra que as pessoas que conseguem chegar à Terceira Idade mais felizes e com melhor qualidade de vida não são as que tiveram mais sucesso financeiro ou conseguiram mais fama, mas as que construíram melhores relacionamentos ao longo da vida.

Esse trabalho foi apresentado à turma de estudantes do Programa Preparando o Futuro de 2021 através do vídeo do professor Robert J. Waldinger, psiquiatra e titular da Harvard Medical School, atual gestor do projeto. Trata-se de uma palestra feita em 2015, em que ele mostra a importância de se construir bons relacionamentos em todos os momentos da vida. E mais uma vez, nossos estudantes fizeram interessantes reflexões, transferindo esse pensamento para o atual momento que todos estão vivendo.

Apesar da pouca idade, eles entenderam que é preciso valorizar os pequenos momentos felizes. “É preciso valorizar o tempo com a família. A melhor parte do dia pode ser ouvindo sua família discutir por assuntos engraçados, como ‘quem comeu o meu doce que estava na geladeira’. Podemos até rir dessas confusões. Precisamos ver o que nos faz felizes hoje. Com certeza, no seu dia, algo te fez bem”, lembrou a estudante Ana Luiza.

A aluna Eduarda já é capaz de ensinar o que os anos ainda não conseguiram fazer muita gente entender: “Crie seu legado da forma que você gostará que lembrem de você, pois é ele que ficará aqui quando seu tempo chegar ao fim. Pode ter certeza de que quando ele estiver te dando sinais de que está chegando a hora e tiver as pessoas que você ama conversando com você, lembrando dos momentos felizes que vocês tiveram e o quanto você fez por elas e elas por você, saberá que viveu sua vida da melhor forma que pode e seu propósito foi cumprido.”

O aluno Luan comentou que o vídeo é uma grande lição. “A vida não é só fama, luxo, dinheiro, etc. O importante é você ser feliz ao lado de pessoas que queiram te ver feliz. Como minha mãe dizia: ‘as montanhas da vida não existem apenas para que você chegue ao topo, mas para que você aprenda o valor da escalada’. Sejam felizes, não aceitem menos que isso!”

Para a estudante Luana, “um ser humano poderia fugir de qualquer situação, ou pessoa, mas jamais poderá fugir de si próprio. O que carregamos dentro de nós estará sempre conosco. Devemos cuidar de nós mesmos, mas em especial da saúde mental, pois se carregamos pensamentos negativos ou positivos, isso definirá muito nossas ações e seus resultados.”

“Devemos entender que, para ter uma vida boa, não precisamos necessariamente ter dinheiro, sucesso ou ter grandes conquistas, mas sim ter boas relações com o próximo. Não devemos nos isolar para conquistar dinheiro, pois a solidão mata, mas também não precisamos ter inúmeras relações de péssima qualidade. Essas conexões com os outros fazem, além de tudo, muito bem para o nosso cérebro”, concluiu o aluno Vitor Hugo.

OUTROS POSTS QUE VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Ajude a ABCJ: Dados para depósito

Banco Sicredi – 748 Agência: 0738 Conta Corrente: 43182-5 CNPJ: 07965617/0001-90

CHAVE PIX: 07965617/0001-90